Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

« voltar

07/07/2017 - 13h13 / Atualizada 07/07/2017 - 14h24



Nuregs dá sequencia a pesquisa sobre clubes negros


A roda de conversa com os freqüentadores do clube negro Estrela da Manhã (Tibagi-PR) foi conduzido pela equipe do projeto “Sociabilidades Negras nos Campos Gerais: Histórias, trajetórias e memórias” da UEPG


por Marilia Woiciechowski

Para uma roda de conversa com os frequentadores do clube negro Estrela da Manhã (Tibagi-PR), a equipe do projeto “Sociabilidades Negras nos Campos Gerais: Histórias, trajetórias e memórias” da UEPG esteve na sede da Secretaria de Turismo do município, na tarde do sábado (01 de julho). A visita teve como objetivo ouvir e registrar as memórias dos participantes da roda acerca do Estrela da Manhã. O projeto tem desenvolvimento através do Núcleo de Relações Étnico-Raciais, Gênero e Sexualidade (Nuregs) com suporte do Programa Universidade sem Fronteiras/Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

Os integrantes do projeto extensionista desenvolvem pesquisas sobre as relações étnico-raciais em Ponta Grossa e região com o propósito de compreender como os espaços negros se constituem/constituíram enquanto formas de sociabilidades. Quando da presença em Tibagi, acompanhados da coordenadora do projeto Ione da Silva Jovino, os bolsistas da Fundação Araucária Merylin Ricieli dos Santos, Gustavo Yoshio Leal Ban e Mariana Fraga da Fonseca filmaram e gravaram o áudio do diálogo com duas horas/duração. Ao longo da roda de conversa, Maria Olímpia Taques do Prado, da diretoria do Estrela da Manhã; Neri Aparecido Assunção, diretor do Museu do Garimpo; e o professor Gilson Taques relataram diferentes aspectos da história do clube.

As memórias dos três membros da comunidade de Tibagi tinham registros em fotografias de antigas festas do Estrela da Manhã – e de pessoas que participaram de comemorações no clube. Maria Olímpia recordou cenas do carnaval do município, dizendo: “Era muito animado. As pessoas passavam o ano se preparando para viajar a Ponta Grossa para comprar as fantasias e participar da festa”. Quando a roda de conversa terminou, a equipe do projeto de extensão e os integrantes da comunidade combinaram o retorno para a sequencia das entrevistas e um café colaborativo. O material registrado no âmbito do projeto será utilizado para a produção de um documentário audiovisual e de um livro. Para o registro das memórias dos frequentadores dos clubes negros da região dos Campos Gerais, a equipe do projeto utiliza como metodologia a história oral.
 

Campus Uvaranas - Av. General Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - GPS: 25°5'23"S 50°6'23"W
Campus Central - Praça Santos Andrade, 1 - GPS: 25°5'11"S 50°9'39"W
Fone: (42) 3220-3000 / 3220-3300 - Ponta Grossa - Paraná
Copyright © 1996-2017 - Núcleo de Tecnologia de Informação - UEPG