Quinta-feira, 21 de setembro de 2017

« voltar

01/09/2017 - 18h25 / Atualizada 01/09/2017 - 18h30



15º Conex registra mais de 390 trabalhos inscritos


por Assessoria de Imprensa

 Com 393 trabalhos inscritos e a participação de 936 participantes, entre autores e apresentadores, iniciou, nesta sexta-feira (1º), no grande auditório do Campus Central, a 15ª edição do Conex – Encontro Conversando sobre Extensão, promovido pela Pro-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais, Divisão de Extensão Universitária – Proex/DEU, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). A iniciativa visa estabelecer um canal permanente de divulgação e discussão das ações extensionistas realizadas pela comunidade acadêmica da UEPG.

De acordo com a diretora de Extensão Universitária e coordenadora do evento, Liza Holzmann, enquanto encontro acadêmico, o Conex também tem o objetivo de buscar a integração dos departamentos e órgãos que trabalham com a extensão universitária, para que tenha a exata dimensão dos mesmos. Cita ainda as metas de discutir formas de ampliar, consolidar e diversificar as atividades extensionistas da UEPG, fortalecendo as parcerias com a comunidade.

No sentido de promover o intercâmbio e o aprofundamento do debate sobre a extensão universitária, Liza Holzmann cita um dos momentos da programação do 15º Conex, que traz relatos de experiências dos usuários das ações extensionistas, atividade mediada pela pró-reitora de Extensão, Marilisa do Rocio Oliveira. ‘”São 16 relatos de pessoas atingidas pelas ações desenvolvidas pela UEPG, através do quais será possível dimensionar o impacto desses projetos na comunidade”, disse.

A programação de abertura do 15º Conex registrou ainda o lançamento do e-book ‘Prêmio Extensão Universitária UEPG 2015: narrativas e reflexões”, organizado pelos professores Liza Holzmann e Silvio Luiz Rutz da Silva. Na apresentação da publicação, Silvio Luiz Rutz da Silva explicou que a obra contém sete capítulos assinados pelos professores indicados pelos setores de conhecimento para o Prêmio Extensão Universitária 2015 e suas equipes de trabalho. “Eles contam um pouco do que tem sido a extensão na sua vida acadêmica”, diz. O e-book está disponível em http://www.uepg.br/proex/Documents/Ebooks/Premio-de-Extensao-Universitaria-2015-narrativas-e-reflexoes.pdf

Evolução

Para a pró-reitora de Extensão e Assuntos Cultuais, Marilisa do Rocio Oliveira, na trajetória de 15 anos de realização do Conex é possível constatar o quanto evoluiu a extensão na UEPG. “Um evento que reúne mais de mil pessoas, entre participantes e pessoal da organização, é muito representativo”, disse, observando que isso ocorre em meio à superação de dificuldades. “O extensionista não desiste nunca”, reforça. Destaca ainda o lançamento do e-book sobre extensão, uma ferramenta que vem para reforçar ainda mais a divulgação do setor. “A extensão vai poder mostrar a sua cara e dizer a que veio”.

A evolução da extensão na instituição também foi destacada pela vice-reitora Gisele Alves de Sã Quimelli, referindo-se à revista Conexão, editada pela Proex, hoje apontada como uma das principais publicações sobre extensão no país, classificada com o qualis ‘B1’ na área da Educação. Com periodicidade quadrimestral, recebe a cada edição mais de 90 submissões de artigos de autores nacionais e internacionais. “Passam pelo filtro da comissão editorial, 10 artigos, o que demonstra o nível dos trabalhos recebidos”, comenta. Falou tampem sobre o livro “Princípios da Extensão Universitária – contribuições para uma discussão necessária’, de sua autoria juntamente com a professora Nádia Gaiofatto Gonçalves, que também se constitui em referência para o debate sobre a extensão universitária.

A vice-reitora ainda se manifestou sobre o tema da palestra de abertura do 15º Conex, ‘A extensão nos cursos de graduação’, proferida pela professora doutora Marquiana de Freitas Vilas Boas Gomes, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). “Trata-se de uma questão muito falada, que é a curricularização da extensão, inserida no Plano Nacional de Educação – PNE e já em discussão a UEPG”. Para que a curricularização ocorra, disse ser necessário a existência de três fatores. Primeiro, deve haver humildade para aprender; depois, paciência, para estar com as pessoas, crescer e compartilhar o conhecimento; e por último, o interesse: estar aberto enfrentar e integra-se à realidade;

A palestrante Marquiana de Freitas Vilas Boas Gomes iniciou sua participação dizendo que a extensão se justifica pelas suas próprias ações. Para ela, no momento pelo qual passa o pais, com políticas de retrocesso, o que está em jogo é a discussão, não apenas a extensão ou a curricularização das ações extensionistas, mais, sim o próprio PNE e a educação. “Num ambiente tenso, obscuro e de incertezas não podemos deixar esmorecer a luta pelo PNE, a luta pela educação”, reforçou, dizendo que as pessoas que pensam a extensão precisam começar a refletir sobre esse quadro e marcar posição.

A programação do Conex prossegue neste sábado, no Campus Central (Bloco A). A partir das 8h, haverá a entrega de material e credenciamento. Em seguida, a apresentação de trabalhos nas categorias Comunicação Oral e Produto.

Mais informações em http://sites.uepg.br/conex/

Campus Uvaranas - Av. General Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - GPS: 25°5'23"S 50°6'23"W
Campus Central - Praça Santos Andrade, 1 - GPS: 25°5'11"S 50°9'39"W
Fone: (42) 3220-3000 / 3220-3300 - Ponta Grossa - Paraná
Copyright © 1996-2017 - Núcleo de Tecnologia de Informação - UEPG