Sábado, 20 de janeiro de 2018

« voltar

15/12/2017 - 12h05 / Atualizada 15/12/2017 - 12h14



UEPG: CARTA DE APOIO AO PIBID


por Assessoria de Imprensa

O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), através do contato direto dos estudantes de licenciatura com as escolas, busca o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores para a educação básica, ao mesmo tempo que consolida a parceria entre as instituições de ensino superior e as secretarias municipais e estaduais de Educação, como preconiza o Plano Nacional de Educação. Hoje o PIBID está em cinco mil escolas e conta aproximadamente com 72 mil bolsistas acadêmicos das licenciaturas e formadores em todo país.

Como política pública, o PIBID foi reconhecido em 4/4/2013 pela Lei 12.796 que alterou a LDB. O Art. 62 § 5º apresenta: “A União, o Distrito Federal, os Estados e os Municípios incentivarão a formação de profissionais do magistério para atuar na educação básica pública mediante programa institucional de bolsa de iniciação à docência a estudantes matriculados em cursos de licenciatura, de graduação plena, nas instituições de educação superior”.

Desta forma, precisamos mais do que nunca fazer valer o dispositivo legal e avançar no programa que tem conquistado, desde 2007, quando foi criado pela Capes/MEC, inúmeros êxitos na formação dos futuros professores, dos professores já atuantes na educação básica e no interior das instituições de ensino superior, além de contribuir na formação humana, acadêmica e profissional dos docentes e futuros docentes.

Nos últimos meses, a Capes tem divulgado a criação de uma “Residência Pedagógica”, como estratégia de modernização do PIBID. Entretanto, muitas das “novidades” presentadas por esta “nova” política já são ações exitosas desenvolvidas pelo PIBID. Tal fato demonstra um certo descompasso entre aquilo que se almeja alcançar, e que é adjetivado como modernização, e as ações consolidadas do programa já existente.

É importante ressaltar que, enquanto gestores, não somos contrários a qualquer tipo de modernização ou ajustes necessários para que o PIBID consiga ser ainda mais efetivo. Porém, em uma sociedade democrática, o diálogo entre as partes é sempre a melhor maneira de se encontrar a melhor alternativa. Neste caso, espera-se que haja abertura para que os proponentes da “Residência Pedagógica” e do PIBID possam conversar e desta maneira avançar nas proposições que objetivam a melhoria da educação brasileira.

Assim, a Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) se coloca em defesa da manutenção do PIBID, justificando esta postura pelo reconhecimento do trabalho desenvolvido pelas instituições de ensino superior em parceria com as escolas de educação básica; nos resultados alcançados por este programa; pelos avanços dos alunos; no número de interessados em ingressar nas licenciaturas após ter participado do Programa; e nas mudanças de postura dos professores já atuantes que, em colaboração com acadêmicos vivenciam, e oportunizam um trabalho diferenciado nas escolas, dentre muitos outros impactos.

Acreditamos no programa e temos certeza que sua estabilidade é fundamental para o trabalho já realizado nas escolas e na permanência dos alunos das licenciaturas nas nossas instituições. Assim! Lutamos pelo PIBID sem cortes e sem interrupções!

                       Em 15 de dezembro de 2018

                       Reitoria - Universidade Estadual de Ponta Grossa 

Campus Uvaranas - Av. General Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - GPS: 25°5'23"S 50°6'23"W
Campus Central - Praça Santos Andrade, 1 - GPS: 25°5'11"S 50°9'39"W
Fone: (42) 3220-3000 / 3220-3300 - Ponta Grossa - Paraná
Copyright © 1996-2018 - Núcleo de Tecnologia de Informação - UEPG