UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

Quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

« voltar

19/11/2018 - 14h20 / Atualizada 19/11/2018 - 17h32



Professor da UEPG integra representação das IES de Agronomia no Confea


Com mandato (2019-2021), Luiz Antonio Corrêa Lucchesi (UFPR) e Adriel Ferreira da Fonseca (UEPG) vencem eleições como titular e vice, respectivamente, como representantes IES do Grupo Agronomia


por Assessoria de Imprensa

Os professores doutores Luiz Antonio Corrêa Lucchesi, da Universidade Federal do Paraná; e Adriel Ferreira da Fonseca, do Departamento de Ciência do Solo e Engenharia Agrícola (DeSolo) da UEPG, venceram eleições, na segunda-feira (12 de outubro), como conselheiros federais (titular e suplente), respectivamente, para o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). A eleição é para representantes das Instituições de Ensino Superior do Grupo Agronomia com mandato que inicia em 1º de Janeiro de 2019 e se estende até 31 de dezembro de 2021. Eles venceram a eleição por 42 x 37 votos. Adriel diz que a chapa em que está juntamente com professor Luiz Antonio Lucchesi, representa a renovação do sistema Confea.

A proposta de trabalho da chapa destaca a meta de aproximar o sistema profissional representado pelo Confea/Crea, do sistema MEC/IES, com vistas ao aprimoramento da formação dos futuros profissionais”, segundo Adriel da Fonseca. Na disputa pela cadeira de titular na representação das IES (Instituições de Ensino Superior de Agronomia), no Confea, a chapa formada por Luiz Lucchesi, da UFPR; e Adriel da Fonseca, da UEPG; disputou com a chapa encabeçada por Ricardo Veiga da Unesp (Universidade Estadual de São Paulo).

Elevado Desempenho

Para o Grupo Agronomia, os professores vão representar as seguintes profissões: engenheiros agrônomos; florestais; agrícolas; de pesca; e os meteorologistas, bem como os tecnólogos dessa modalidade. O professor Adriel considera que a sua atuação junto à Associação dos Engenheiros Agrônomos dos Campos Gerais (AEACG) e o trabalho desenvolvido na UEPG foram a base para sua indicação ao pleito, com candidatura construída por profissionais de várias unidades da federação. Nesta indicação, ele aponta ainda o fato de que 2018 é o ano em que o curso de Agronomia da UEPG completa 35 anos. “Ao longo desse período, o curso foi adquirindo maturidade e projeção nacional/internacional, diz o professor, salientando que “nossos alunos vêm se destacando no mercado e o registra elevado desempenho”.

O professor Adriel registra que, como egresso do curso de graduação em Agronomia da UEPG (Turma de 1999), e também como docente da instituição desde março/2007, tem orgulho de representar não somente a UEPG, mas todas as Instituições de Ensino Superior (IES) junto ao Confea, na qualidade de Conselheiro Federal Suplente. Também do DeSolo da instituição e coordenador do evento de 35 anos do curso de Agronomia, Altair Justino, destaca que é a primeira vez que a UEPG tem um Conselheiro Federal junto ao Confea. “É, para nós, motivo de orgulho e de extrema responsabilidade. Isso porque coloca nosso trabalho e o da instituição em evidência no cenário nacional, na busca por alternativa em direção à constante melhoria do ensino de agronomia e demais profissões do referido grupo”.

A professora Maria Salete Marcon Vaz, coordenadora do Setor de Ciências Agrárias e de Tecnologia (Scate) da UEPG, também acentua a importância da instituição ter o professor Adriel Fonseca no Confea. Para a diretora, trata-se de um elo entre a nossa universidade com as instituições de ensino superior da área. “Nós entendemos nessa presença a oportunidade do professor trazer informações e lutar em prol das reivindicações da área para que possamos crescer sempre no aprofundamento dos debates que contribuam para a qualidade crescente do processo de formação de nossos alunos”. A professora ressalta que o tempo de Adriel no Confea significa um caminho para levar as posições e trazer as novidades que são postas para o crescimento dos diferentes cursos representados da área.

Sobre os Conselheiros

Profissional formado pela UFPR e professor da instituição. Luiz Antonio Cirrêa Lucchesi é também mestre em Agronomia/Ciência do Solo pela universidade (1988) e PhD em Agronomia pela The Ohio State University (1997). Integra o Departamento de Solos e Engenharia Agrícola e ministra as disciplinas de Química Agrícola, e Adubos e Reciclagem de Nutrientes. É representante de Relações Internacionais da UFPR/SCA, e conselheiro titular do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR) pelo setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná.

Exerceu por duas vezes mandato como presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná (AEAPR-Curitiba). É membro da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, e da American Society of Agronomy – Crop Science Society of America - Soil Science Society of America (ASA, CCSA, SSSA). Desenvolve pesquisa e atua como orientador acadêmico e como consultor de projetos de reciclagem de resíduos de origem rural (dejetos animais), urbano (lodo de esgoto, lixo urbano) e industrial (biossólidos) e cinzas, integrada a sistemas de produção agrícola, em que enfatiza a química e fertilidade do solo.

Com graduação em Agronomia pela UEPG (1999), Adriel Ferreira da Fonseca é mestre (2002) e Doutor (2005) em Agronomia (área Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ); e tem pós-doutorado (2007) pela USP - Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Recebeu os Prêmios Bunge Juventude 2004 (categoria: Desenvolvimento Sustentável) e Engenheiro Agrônomo Destaque 2017 (categoria: Profissional de Ensino). Tem experiência na área de Agronomia, desenvolvendo atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão nas subáreas "Manejo e Ciclagem de Nutrientes" e "Sistemas Integrados de Produção".

Atua principalmente com os temas fontes e estratégias de fertilização para sistemas de produção, biodisponibilidade e ciclagem de nutrientes, reciclagem de resíduos e qualidade de solo. É editor associado da Revista Ciência Agronômica, Ciência Rural e Brazilian Archives of Biology and Technology, além de atuar como revisor de importantes periódicos nacionais e internacionais. Coordena o Laboratório de Nutrição dc do Laboratório de Nutrição de Plantas; coordenação do Programa de Pós-Graduação em Agronomia por duas gestões (2011 a 2014), e durante esse período coordenou a implantação do curso de doutorado em Agronomia, quando obteve conceito cinco junto à Capes; e diretor de pós-graduação da UEPG, na gestão Carlos Luciano Sant’Ana Vargas.

Defesa da Cidadania

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) é uma autarquia pública federal instituída pelo Decreto nº 23.569, de 11 de dezembro de 1933, promulgado pelo então presidente da República, Getúlio Vargas. É regido pela Lei 5.194, de 24 de dezembro de 1966, e atualmente tem sede em Brasília. Possuiu cerca de um milhão de profissionais registrados em seu Sistema de Informações (SIC). Sua missão é atuar eficiente e eficazmente como a instância superior da verificação, da fiscalização e do aperfeiçoamento do exercício e das atividades profissionais de engenheiros, agrônomos, geólogos, geógrafos, meteorologistas, técnicos e tecnólogos.

Nesse caminho, sempre orientado para a defesa da cidadania e a promoção do desenvolvimento sustentável. Também zela pelos interesses sociais e humanos de toda a sociedade, sempre com respeito ao cidadão e cuidado com o meio ambiente. O Conselho Federal tem, ainda, como valores a integridade, a ética, a excelência e a transparência. Além do presidente, o Confea é organizado da seguinte forma: plenário, composto por 18 conselheiros; comissões permanentes;Comitê de Avaliação e Articulação; e Conselho Diretor. Suas finalidades e competências estão previstas na Resolução nº 1.015, de 30 de junho de 2006, Regimento do Conselho.

Os objetivos da chapa que vai representar as IES (Instituições de Ensino Superior de Agronomia) no plenário do Confea estão disponíveis no endereço http://twixar.me/YPg3.

 

 

 

 


 

Campus Uvaranas - Av. General Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - GPS: 25°5'23"S 50°6'23"W
Campus Central - Praça Santos Andrade, 1 - GPS: 25°5'11"S 50°9'39"W
Fone: (42) 3220-3000 / 3220-3300 - Ponta Grossa - Paraná
Copyright © 1996-2019 - Núcleo de Tecnologia de Informação - UEPG