Segunda-feira, 22 de abril de 2019

« voltar

05/02/2019 - 09h13 / Atualizada 05/02/2019 - 10h32



Museu Campos Gerais volta hoje a atender a pesquisadores


por Assessoria de Imprensa

Depois de passar por reformas no prédio de sua atual sede (antigo prédio do Banestado), na esquina das ruas Engenheiro Schamber e XV de Novembro, no centro de Ponta Grossa, o Museu Campos Gerais reabre para pesquisadores nesta terça-feira, 5 de fevereiro. O atendimento ao público em geral só será retomado a partir de março ou abril. 

Como conta Niltonci Batista Chaves, Diretor do Museu Campos Gerais (MCG), o museu ficou fechado desde 30 de novembro para passar por reformulações internas. "As reformas feitas e as mudanças na disposição dos espaços também geram efeitos na forma de trabalhar do museu", acrescenta.

Dentre as mudanças, estão a ampliação de espaços para exposição no primeiro pavimento, a mudança de local da parte administrativa e da reserva técnica, a reelaboração do espaço reservado aos pesquisadores, a disposição de mobiliário adequado e a instalação de uma rede wireless para acesso à internet.

 

A sala dos pesquisadores, parte já concluída da reforma, é uma das principais melhorias. "Percebemos a necessidade de dar aos pesquisadores melhores condições de trabalho e de acesso aos acervos", explica o diretor. Portanto, agora os pesquisadores que utilizam o acervo do Museu Campos Gerais contam com um ambiente exclusivo, com privacidade, silêncio e conforto, além de poder contar com mesas específicas para a disposição de documentos, jornais e demais peças do acervo. 

Niltonci acrescenta que "nas reformulações, foi dada prioridade ao espaço dos pesquisadores, justamente para poder reabrir juntamente com o retorno das atividades da UEPG, por saber que as atividades acadêmicas envolvem prazos curtos". Segundo ele, boa parte do público que realiza pesquisas no acervo do Museu Campos Gerais é de pesquisadores vinculados a programas de pós-graduação e graduação da própria instituição.

Para os pesquisadores que irão acessar o acervo neste período em que o museu está fechado para visitação do público, o diretor do MCG recomenda que toquem a campainha na entrada principal do prédio para que a equipe possa atendê-los. 

Atendimento ao público geral deve ser retomado entre março e abril

As demais reelaborações pelas quais passa o espaço do Museu continuam em curso. "Por conta da equipe reduzida com que trabalhamos, ainda precisamos de um tempo para finalizar o restante das reformas", ressalta Niltonci. 

De acordo com Chaves, a espera deve valer a pena: as exposições abertas ao público estão sendo reelaboradas e reestruturadas. Deve continuar exposta a coleção de História Natural, marca registrada do Museu Campos Gerais e que está em exposição permanente desde a fundação do museu.

Outras exposições estão sendo reorganizadas com base no acervo  de mais de 13 mil peças e a partir da negociação com outros museus. Segundo o diretor, "a ideia é que o Museu Campos Gerais seja um atrativo cultural e turístico, com exposições instigantes para a comunidade".

Outra mudança aguardada com ansiedade é a abertura de uma agenda cultural do MCG, com atividades culturais permanentes, envolvendo literatura, cinema e artes, além de ações e projetos culturais. O objetivo é trazer a comunidade para dentro do museu e integrá-lo à agenda cultural da cidade.

 Sobre o Museu Campos Gerais

O Museu Campos Gerais foi fundado em 1983 e possui um acervo voltado principalmente à história regional, com peças, documentos e imagens do tropeirismo, história indígena, paleontologia e diversas pesquisas históricas. Desde 2003, o Museu opera no antigo prédio do Banestado, por conta do processo de restauração pelo qual passa o prédio histórico do antigo Fórum, para se adequar às atividades do museu.

O prédio do Fórum de Ponta Grossa, na Rua Engenheiro Schamber, 654, foi tombado como Patrimônio Histórico e Cultural em 1990 e precisou ser interditado para restauração em 2003. Essa restauração busca garantir a segurança do prédio e das estruturas, e também permitir as atividades de visitação e de pesquisa com segurança.

Para saber mais sobre a história e a estrutura do MCG, você pode acessar o site www.pitangui.uepg.br/museu/

 

Texto: Aline Jasper | Fotos: Rafael Schoenherr

 

Campus Uvaranas - Av. General Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - GPS: 25°5'23"S 50°6'23"W
Campus Central - Praça Santos Andrade, 1 - GPS: 25°5'11"S 50°9'39"W
Fone: (42) 3220-3000 / 3220-3300 - Ponta Grossa - Paraná
Copyright © 1996-2019 - Núcleo de Tecnologia de Informação - UEPG